top of page
  • Foto do escritorEBDM

Clube de Cultura: Miúcha, a voz da bossa nova.




O documentário Miúcha, a voz da Bossa Nova vai muito além da história da música ou de uma cantora. Mostra as dificuldades de uma mulher talentosa, de família rica e que poderia ter todos os privilégios se não fosse uma....Mulher.



Irmã de Chico Buarque e esposa de João Gilberto, Miúcha foi inquieta em consteuir seu proprio nome na música.



O casamento com João Gulberto foi um atraso em sua vida e carreira. "João

convida a Miúcha para morar em Nova York. No início ela hesita. Mas quando ela vai para os Estados Unidos, eles se casam, têm a filha Bebel Gilberto, mas ela já era amiga de todos os cantores da Bossa Nova. Todo o repertório escolhido para um disco é visto dentro da casa, a perspectiva feminina, esse grito dela de ser cantora que ficou preso, por isso a voz da Bossa Nova”, explica Mutti, que vai ainda mais longe.



“Eu tenho plena convicção de que a gente pode realmente duvidar se existiria o João Gilberto sem a Miúcha”.



O documentário tem narração da própria Miúcha, intercalada com a voz da sobrinha dela, a atriz Sílvia Buarque. “O filme tem um recorte temporal que se passa entre os anos 1960 e 1970”, conta Liliane Mutti. “A Sílvia lê as cartas e diários da tia, em que Miúcha escreve com o útero”.



Miúcha conviveu com a escritora francesa Simone de Beauvoir e sabia que tinha um papel no feminismo".



Viva Miúcha!



Disponível na GloboPlay

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page