Brasileira ganha prêmio da Amazon ao criar protótipo de app para resgatar mulheres da Violência Dom.

Danielle inspirou-se em si mesma para criar o app após ter sofrido assédio sexual quando ainda morava no Brasil (Foto: Sarah Manns)




Brasileira e residente em San Diego,Califórnia, Danielle Vantini foi eleita a grande vencedora do prêmio 2021 Global Innovation Summit por seu protótipo de aplicativo de voz para a Alexa, que visa combater a violência doméstica ajudando a resgatar mulheres de ambientes perigosos, de forma discreta. Alimentado por inteligência artificial (IA), o aplicativo denominado “Glow Up, Damas” foi reconhecido como uma solução de tecnologia que utiliza a Amazon Web Services (AWS), para conquistar um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU): Igualdade de Gênero.

No caso de uma ameaça de violência doméstica “Glow Up, Damas” utiliza linguagem codificada e respostas para conseguir que a mulher fuja de seu agressor. Ao ligar secretamente para um táxi autônomo gratuito, o “Glow Up, Damas” pode ajudar as mulheres a se afastarem de um ambiente abusivo.

Danielle Vantini, também co-fundadora da PowerFuel Damas localizada em San Diego, inspirou-se em si mesma para criar o aplicativo, após ter sofrido assédio sexual em seu local de trabalho, quando ainda morava no Brasil.

“A igualdade de gênero é um tópico muito importante no mundo”, disse ela. “O Brasil é um país muito machista, onde a cada 4 minutos a polícia registra violência contra as mulheres, e a cada 9 minutos uma mulher é estuprada. É minha paixão levar este aplicativo adiante, pois desejo um mundo mais igual para todas nós, mulheres. ”

Na versão beta, “Glow Up, Damas” foi apresentado no 2021 Global Innovation Summit, organizado pela EDequity.Global, com sede em San Diego. O aplicativo de voz Alexa se chamará “Glow Up, Damas” e usa inteligência artificial para resgatar, potencialmente, inúmeras mulheres que dependem financeiramente de seus parceiros. No caso de uma ameaça, o aplicativo “Glow Up, Damas” é ativado usando linguagem codificada e respostas para organizar uma fuga de um agressor. Ao chamar silenciosamente um táxi autônomo gratuito, o “Glow-Up, Damas” ajudará as mulheres a fugirem de um ambiente perigoso, e a escaparem de seus agressores.

Mais de 300 empresários e estudantes de todo o mundo se inscreveram para esta competição, e restaram apenas 46 finalistas. Danielle Vantini, representando o Brasil, estava entre as 46 mulheres, estudantes universitários/universitárias marginalizados e empreendedores da: Nigéria, América do Norte, Índia, Quênia, Brasil e México, que fizeram parte do 2021 Global Amazon Alexa Skills Challenge, um evento de duração de cinco semanas. É um programa de treinamento de IA de nível, que resulta em ideias de negócios impulsionadas pelo Alexa, e que atendem a um ou mais objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Os participantes apresentaram seus projetos no 2021 Global Innovation Summit, onde neste ano, Vantini foi eleita a grande vencedora.

EDequity.Global é uma coalizão global de parceiros que promovem a educação em nuvem e a equidade econômica para mulheres e jovens BIPOC, utilizando o Amazon Web Services (AWS). EDequity.Global é uma marca da We Connect The Dots, uma organização educacional, sem fins lucrativos, com sede em Westbury, NY.

A fundadora da EDequity.Global, Shauna Ruyle, falou sobre o Global Amazon Alexa Skills Challenge:

“Diante de uma crise global de saúde, economia e educação, esses graduados do programa decidiram enfrentar o 2021 Global Amazon Alexa Skills Challenge para obter uma compreensão básica da inteligência artificial, aprender habilidades em nuvem sob demanda, e se preparar para o futuro do trabalho. É disso que se trata hoje, estamos celebrando suas realizações e habilidades inovadoras do Alexa,, e que atendem aos ODS das Nações Unidas [Objetivos de Desenvolvimento Sustentável]. Esta geração está enfrentando alguns dos problemas globais mais desafiadores de nosso tempo, e nosso objetivo é ajudá-los a usar a IA para o bem. ”

Os patrocinadores e parceiros do Global Innovation Summit incluem: AWS, American Association of University Women (AAUW), Google, Netflix, ThingLogix, African Leadership University, De Cero a Ciencia De Datos, California State University Office of the Chancellor, The Basement UCSD, Southwestern University, entre outros.

Administradora do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (Direitos Humanos da ONU), Fundadora e Presidente Bell Global Justice Institute, Membro do Conselho Nacional, Associação das Nações Unidas dos EUA (UNA-EUA), London J. Bell, JD, LL.M., abriu o evento como orador principal.


Fonte: https://br.financas.yahoo.com/

5 visualizações0 comentário